Um dia estava perdido na noite, andando por
Ruas desertas e amedontradoras
Avenidas que não levavam a lugar algum
Nesse dia, a você eu encontrei
Ilhada, desamparada
Esperança de amor, paixão

Um dia estava perdido na noite
Rei sem reino, vida sem sentido
Até que te vi, como uma miragem
No deserto infernal que a minha'lma se encontrava
Imortal, imóvel, a própria estátua de Vênus
Esculpida por milênios de sabedoria -- perfeição

Um dia estava perdido na noite
Rondando à minha volta só abutres
Ameaçando levar-me para onde não queria ir
No fundo de um abismo onde a luz não entra
Internamente eu sabia
Entrar era morrer

Um dia estava perdido na noite
Rotina oprimida, vida sem sentido
Até que como toque divino
Nada mais além de seu perfume eu sentia
Irresistívelmente eu tentava resistir
E o teu cheiro até hoje permeia o meu ser

Um cheiro que me embriaga
Repetidas vezes tento me levantar
Atordoado estou entregue -- à ti
Nada mais me importa
Ilhado dentre de mim mesmo
Enforcado pelos laços de seu cheiro